Geral
Transporte de Containers por Gravidade pelo Teleférico - "Cable Car"

Transporte de Containers por Gravidade pelo Teleférico – “Cable Car”

Rio+20

Durante a IV Mostra de Projetos da Fatec Itapetininga, o Projeto “Novo Modal de Transporte de Cointainer por Gravidade – Teleférico (Cable car) na Serra do Mar”, desenvolvido pelo aluno Jorge Saito, do curso de Comércio Exterior,foi destaque. O mesmo projeto também foi selecionado para a  “Rio + 20” Fórum Internacional das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a qual ocorrerá no Rio de Janeiro  de 20 a 22 de Junho de 2012.

Uma comissão internacional selecionou apenas 23 projetos no Brasil para se apresentarem no Espaço Pier Mauá.

O projeto de nosso aluno é um desses 23 !!

A participação da Fatec de Itapetininga na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio + 20 – é uma forma  de  responder a pergunta fundamental feita à sociedade civil, ou seja,  “ O Futuro que Queremos”.

A Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável  será realizada na cidade do Rio de Janeiro entre os dias 20 a  22 de junho de 2012 e contará com representantes dos 193 Estados-membros da ONU e  participantes de vários setores da sociedade civil. A Faculdade de Tecnologia de  Itapetininga será representada, neste evento,  pelo aluno Jorge Saito do Curso de Comércio Exterior, cujo trabalho foi um dos 23 selecionados entre os Projetos brasileiros que serão apresentados durante o evento.

O Projeto “Novo Modal de Transporte de Containers por Gravidade pelo Teleférico” busca a implantação de um novo modal de transporte de containers por gravidade “cable car” na região de Itapetininga e São Miguel Arcanjo através da construção de um porto seco “dry port” na região serrana, ligado por teleférico para  Sete Barras em direção ao Porto de Iguape e assim,  transformando-o  em porto de containers “hub port”.

Verifica-se que, já existe no local uma estrada estadual SP 139, conhecida na região como estrada da Serra da Macaca. Essa estrada já serviria para a implantação, sem necessidade de construir uma estrada de acesso, para a execução do sistema teleférico.

O modal teleférico utilizaria o princípio da física de energia cinética e potencial, isto é, o container que desce, puxa o que sobe e assim tem-se um baixo consumo de energia elétrica, podendo-se dessa forma utilizar a energia solar ou a eólica.

Este projeto tem como proposta mostrar as possibilidades de transporte por um meio sustentável com o menor impacto ambiental possível, pois será necessária apenas a construção de torres para colocação dos cabos para movimentação dos containers. É um projeto ecologicamente correto, não causando a poluição do ar, tampouco produzindo ruído; retirando-se da região metropolitana de São Paulo os caminhões transportadores de containers, contribuindo para a melhoria do caótico trânsito dessa região.

Acredita-se que, ao se tornar realidade esse estudo, o mesmo trará à região um grande desenvolvimento tecnológico e social, pois propiciará a implantação de futuras novas indústrias e empresas de importação e exportação.