Geral
Projeto do aluno Jorge Saito está na Rio +20

Projeto do aluno Jorge Saito está na Rio +20

Fatec Itapetininga no Rio+20

Nossos alunos: Jorge Saito, Fernando Fiuza e Adriel da Conceição

A partir desta quarta-feira, dia 13, um projeto de Jorge Saito, aluno do curso superior tecnológico de Comércio Exterior da Faculdade de Tecnologia (Fatec) Itapetininga, estará presente na Rio + 20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que vai até 22 de junho no Rio. Saito, que tem 65 anos, desenvolveu um sistema para transportar carga em contêineres por um teleférico.

O projeto surgiu da ideia de desenvolver uma forma de transporte ecologicamente correta que diminuísse o tráfego de veículos pesados entre o litoral e a capital paulista. A partir da utilização de um sistema de cabos de aço suspensos conhecido como Cable Car, a carga dentro de contêineres segue de um terminal na região de Itapetininga, no Vale do Ribeira, atravessa a Serra do Mar pela região de Sete Barras e Registro e chega ao Porto de Iguape, no litoral paulista.

O sistema funciona como um teleférico: o contêiner que desce puxa aquele que sobe. Esse contrapeso utiliza pouca energia elétrica. O impacto ambiental da instalação também é pequeno, uma vez que requer apenas a construção de torres, sem necessidade de desmatamento.

O projeto de Saito foi um dos três elaborados por estudantes de instituições de ensino públicas selecionados para participar da Rio+20. “A Fatec possibilitou o desenvolvimento do meu projeto. Apresentá-lo na Rio+ 20 é minha contribuição para o crescimento da região, pois é um estudo de baixo custo de implantação, se comparado às grandes obras no setor, e totalmente viável”, diz o aluno.

Saito partiu de um estudo realizado pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), segundo o qual em uma hora é possível movimentar 150 contêineres subindo carregados e outros 150 descendo vazios a uma velocidade de 15 km/h. Como cada contêiner comporta o equivalente à carga de um caminhão, de aproximadamente 25 toneladas, estima-se que o sistema funcionando na capacidade máxima consiga retirar das estradas 3,6 mil caminhões.

O dono da ideia

Formado em engenharia civil e com pós-graduação na área ambiental, Saito resolveu voltar aos estudos aos 65 anos prestando vestibular para o curso superior tecnológico de Comércio Exterior da Fatec. Seu objetivo era aplicar os conhecimentos aprendidos em sala de aula na área de agronegócio, mais especificamente em exportação para a China – o estudante fala mandarim e dá aulas gratuitas do idioma para alunos da Fatec. “Cursar uma faculdade na minha idade é uma experiência fantástica. Tenho certeza de que contribuo com o curso e com os colegas”, afirma.

http://www.centropaulasouza.sp.gov.br/Noticias/2012/junho/13_projeto-de-aluno-da-fatec-itapetininga-esta-na-rio-+-20.asp