Eventos
Cursos
Alunos e professores fazem curso na BM&FBOVESPA

Alunos e professores fazem curso na BM&FBOVESPA

bovespa (2b)

No dia 14 de junho de 2013, um grupo de quarenta e três pessoas, entre professores e alunos da Fatec Itapetininga fizeram um curso na BM&FBOVESPA. O curso é dedicado a quem deseja investir em ações e busca conhecimentos para direcionar, de forma consciente, uma parte de suas economias em aplicações mais rentáveis que as tradicionais cadernetas de poupança.

Profª Isolina, Profª Eva e Prof. Henrique parabenizam os alunos que brilhantemente representaram a Fatec Itapetininga neste curso da BM&FBOVESPA.

Estamos muito orgulhosos dos alunos, que cada vez mais veem apresentando interesse nessa área e participado de tais viagens técnicas, demonstrando amadurecimento profissional.

Temas tratados no curso:
• Abertura de capital e financiamento empresarial
• A negociação de ações
• Passo a passo para investir
• Liquidação e custódia
• Como se avaliam as ações
• Avaliação da companhia e preço de mercado: A importância das informações
• Fatores internos e externos que afetam o ambiente de negócios
• Índice de ações
• Outras formas de investir em ações

Abaixo, fotos do curso na BM&FBOVESPA

Vejam abaixo o glossário, com o significado de algumas palavras que aprendemos no curso:

Ação: Título negociável, que representa a menor parcela em que se divide o capital de uma sociedade anônima.

Acionista majoritário: Aquele que detém uma quantidade de ações com direito a voto que lhe permite manter o controle acionário de uma empresa

Acionista minoritário: Detentor de quantidade pequena de ações com direito a voto

Aplicação: Emprego da poupança na aquisição de títulos, com o objetivo de obter rendimentos

Assembléia: Reunião de pessoas convocadas, por determinação legal, regulamentar ou estatutária, para resolver assuntos submetidos à sua deliberação

Ativo financeiro: Todo e qualquer título representativo de parte patrimonial ou dívida

Blue chips: Ações de empresas tradicionais e de grande porte, com acentuada liquidez e procura no mercado acionário

Bolsa em alta: Quando o índice de fechamento de determinado pregão é superior ao índice de fechamento anterior

Bolsa em baixa: Quando o índice de fechamento de determinado pregão é inferior ao índice de fechamento anterior

Capital aberto (companhia de): Empresa que possui suas ações registradas na CVM e distribuídas entre determinado número de acionistas, que podem ser negociadas em bolsas de valores ou no mercado de balcão

Carteira de ações: Conjunto de ações de diferentes empresas, de prioridade de pessoas físicas ou jurídicas.

Certificado de depósito bancário (CDB): Título emitido por bancos de investimentos e comerciais, representativo de depósitos a prazo

Clearing: Termo utilizado para designar instituições que prestam serviços de compensação e liquidação de operações realizadas em bolsas de valores.
Essas instituições são responsáveis pelo cálculo das obrigações dos participantes do mercado para a liquidação de suas operações, por meio da troca de ativos por seus respectivos valores financeiros, podendo também ser responsáveis pela transferência dos títulos e créditos dos saldos a seus participantes.

Debênture: Título emitido por sociedade anônima para captar recursos visando investimento ou financiamento de capital de giro.

Distribuidores: Instituições financeiras especializadas em operações de lançamento de ações no mercado primário. No Brasil, geralmente são bancos múltiplos ou bancos de investimento, sociedades distribuidoras e corretoras.

Dividendo: Valor distribuído aos acionistas, em dinheiro, na proporção da quantidade de ações possuídas. Normalmente, é resultado dos lucros obtidos por uma empresa no exercício corrente ou em exercícios passados.

Emissão: Colocação de dinheiro ou títulos em circulação

Fato relevante: São informações dadas pelas empresas ao mercado relativas a sua administração que pode influenciar a decisão dos investidores de vender, comprar ou reter valores mobiliários emitidos por determinada companhia.

Holding: Empresa que possui, como atividade principal, participação acionária em uma ou mais empresas.

Home Broker: É uma ferramenta customizada pelas corretoras para dar acesso a seus serviços, via internet, a seus clientes, principalmente para envio de ordens de compra e venda de ações.

Índice preço/lucro (P/L): Quociente da divisão do preço de uma ação no mercado, em dado instante, pelo lucro líquido anual dessa ação. Assim, P/L é o número de anos que se levaria para reaver o capital aplicado na compra de uma ação pelo recebimento do lucro gerado por uma empresa.

Investimento: Emprego da poupança objetivando ganhos.

Liquidez: É o grau de facilidade com que podemos converter o investimento em dinheiro: quanto mais fácil e rápido pudermos converter um investimento r, dinheiro, maior será a liquidez do investimento.

Lote-padrão: Quantidade mínima para negociar uma ação. O tamanho do lote (quantidade de ações) é prefixado pela Bolsa.
Mercado a vista: Mercado no qual a liquidação física (entrega dos títulos pelo vendedor) se processa no segundo dia útil após a realização do negócio em pregão; e a liquidação financeira (pagamento dos títulos pelo comprador) se dá no terceiro dia útil posterior à negociação, somente mediante a efetiva liquidação física.

Mercado de balcão organizado: Sistema organizado de negociação de título e valores mobiliários, administrado por entidade autorizada pela CVM.
Mercado de Capitais: Conjunto de operações de transferência de recursos financeiros de prazo médio, longo ou indefinido, efetuadas entre agentes poupadores e investidores via intermediários financeiros.

Mercado futuro: Segmento de mercado que compreende as operações de compra e venda, realizadas em pregão, de contratos autorizados pela Bolsa para liquidação em data futura pré-fixada. Nele, são executadas operações envolvendo lotes padronizados de commodities ou ativos financeiros.

Ordem: Instrução dada por um cliente a uma corretora para a execução de compra ou venda de valores mobiliários.

Oscilação: Variação (positiva ou negativa) verificada no preço de um mesmo ativo em determinado período de tempo.

Passivos: Compromissos futuros da empresa com governo, funcionários, fornecedores, dentre outros.

Pregão: Leilão contínuo durante o qual se efetuam operações com os papéis registrados na Bolsa pelo sistema eletrônico de negociação.

Proventos: Dividendos, bonificações e/ou direitos de subscrição distribuídos por uma empresa e seus acionistas.

Sociedade anônima: Empresa que tem o capital dividido em ações, com a responsabilidade de seus acionistas limitada proporcionalmente ao valor de emissão das ações subscritas ou adquiridas.

Subscrição: Lançamento de novas ações por uma sociedade anônima com a finalidade de obter recursos para seus projetos de expansão.

Valores Mobiliários: Títulos sujeitos a negociação em mercado secundário definidos pela CVM.

Volatilidade: Indica o grau médio de variação das cotações de um título em determinado período.

Voto: Direito que o proprietário de ações ordinárias tem de participar das deliberações nas assembleias gerais.